free web page maker

© Copyright 2018  -  F1 Retro Racing - All Rights Reserved

F1 1982 - Villeneuve Trophy - Grand Prix do Canadá

Mobirise




“ O esporte é mais importante que qualquer coisa. Mais importante do que qualquer das pessoas nele. Claro que eu digo o que penso. Eu sempre tenho, mesmo que isso incomode pessoas como Ecclestone e Balestre. Por que eu deveria ter medo deles? Os fãs não estão aqui para ver políticos e manipuladores. Eles estão aqui para me ver. Estou muito seguro em meus sentimentos sobre corridas. Eu ganho muito dinheiro com isso, mas uma coisa eu posso dizer a você com certeza: se o dinheiro desaparecesse da noite para o dia, eu ainda estaria em corridas, porque eu amo isso. Os empresários teriam ido embora." 

Gilles Villeneuve

Villeneuve nasceu na província do Quebec. Era filho de um afinador de pianos e estreou no automobilismo em 1975, após uma breve e vitoriosa carreira como piloto de snowmobile em campeonatos de seu país. Foi campeão canadense e norte-americano de Fórmula Atlantic, em 1976, e repetiu o título canadense em 1977. Neste ano, em uma corrida no circuito de Trois-Rivières que contou com a presença de pilotos da Fórmula 1, derrotou e impressionou positivamente o então campeão mundial, o inglês James Hunt, o que lhe rendeu um convite para disputar o Grande Prêmio da Grã-Bretanha, em Silverstone, com um terceiro carro da equipe McLaren. 

A passagem pela Ferrari

Foi ao volante dos carros vermelhos da equipe italiana que Gilles proporcionou aos espectadores da Fórmula 1 momentos de bravura e perícia que lhe fizeram ser comparado ao lendário Tazio Nuvolari e uma série de acidentes impressionantes --- que lhe renderam o apelido de "piloto voador". No mais grave deles, no Grande Prêmio do Japão de 1977, Villeneuve bateu com seu Ferrari 312T2 nº11 no Tyrrell P34 nº3 do sueco Ronnie Peterson, e o carro do piloto canadense foi lançado na direção de dois espectadores que assistiam a prova em local proibido e que morreram. 

Em 1979 a Ferrari substituiu Reutemann pelo sul-africano Jody Scheckter. A nova dupla garantiu o primeiro e o segundo lugares, com Scheckter campeão por antecipação, além do Campeonato Mundial de Construtores. A partir do ano seguinte 1980, por promessa do próprio comendador Enzo Ferrari, a equipe passou a direcionar esforços em prol de Villeneuve, mas não foi capaz de se manter na frente dos outros times. 

Morte

Em 8 de maio de 1982, Gilles Villeneuve morreu após um acidente durante a sessão de qualificação final para o Grande Prêmio da Bélgica em Zolder. No momento do acidente, Didier Pironi havia marcado um tempo de 0,1s mais rápido que Villeneuve para o sexto lugar. Villeneuve estava usando seu último conjunto de pneus de qualificação; alguns dizem que ele estava tentando melhorar seu tempo na última volta, enquanto outros sugerem que ele estava especificamente tentando superar o melhor tempo feito por Pironi. Entretanto, o biógrafo de Villeneuve, Gerald Donaldson, cita o engenheiro de corrida da Ferrari, Mauro Forghieri, dizendo que o canadense, embora continuando com a sua maneira habitual, estava retornando aos boxes quando o acidente ocorreu. Em caso afirmativo, ele não teria definido um tempo naquela volta.


Temporadas:  1977–1982

Equipes:  2 (McLaren e Ferrari)

GPs disputados:  68 (67 largadas)

Títulos:  0 (2º em 1979)

Vitórias:  6

Pódios:  13

Pontos:  107 (101 com descartes)

Pole positions:  2

Voltas mais rápidas:  8

Primeiro GP GP da Grã-Bretanha de 1977

Primeira vitória GP do Canadá de 1978

Última vitória GP da Espanha de 1981

Último GP GP da Bélgica de 1982

O Grand Prix do Canadá

Mobirise

PILOTOS VIRTUAIS:
- Sérgio Buch
- Arlindo TC
- Osni Kniess
- Cláudio Araujo
- Rudi Maronezi
- Siney Messi
- Luís Mesquita
- Mohan Reis
- Vitor Villeroy
- Rafael Contieri
- Vinicius Alves
- Alex Alvim
- Fábio Laitano

CLASSIFICAÇÃO FINAL

Mobirise

POLE POSITION:  
Mohan Reis - Tempo: 1:23,082 min
RESULTADO FINAL
1º Lugar    -  Mohan Reis
2º Lugar    -  Sérgio Buch
3º Lugar    -  Osni Kniess
4º Lugar    -  Vítor Villeroy
5º Lugar    -  Cláudio Araujo
6º Lugar    -  Vinicius Alves
7º Lugar    -  Rudi Maronezi
8º Lugar    -  Fábio Laitano
9º Lugar    -  Silney Messi
10º Lugar  -  Arlindo TC
11º Lugar  -  Rafael Contieri
12º Lugar  -  Luís Mesquita
13º Lugar  -  Alex Alvim

REPLAY -  GRAND PRIX DO CANADÁ