website builder software

© Copyright 2018  -  F1 Retro Racing - All Rights Reserved

F1 1973 - François Cevert Trophy - Grand Prix dos EUA

Mobirise




« Tyrrell me tinha pedido para que deixasse Cevért ganhar em Watkins Glen. Seria o meu derradeiro Grande Prémio, e era uma bonita maneira de passar o testemunho. Mas isso era terrivel para mim, e respondi a Ken: 'voltaremos a falar sobre isso domingo de amanhã'. Mas tal conversa acabou por não existir..."

Jackie Stewart

O francês François Cevert nasceu em 25 de fevereiro de 1944, em Paris. Desde cedo, dirigir era sua paixão. Ainda adolescente, já corria com uma motocicleta e depois com um Panhard Junior. Em 1966 inscreveu-se na escola de pilotos de Magny Cours. A turma era composta por duzentos alunos, dos quais, através de seleção, sete participaram de uma prova final com um prêmio oferecido pela Shell. Cevert foi o campeão ganhando o carro Alpine de F3 e uma bolsa de 1 milhão de francos velhos para a manutenção. Apesar das dificuldades iniciais, Cevert conquistou o Campeonato Frances de F3 em 1968 com um Tecno.

Com seu bom desempenho, a marca italiana renovou o contrato para a F2, onde teve que enfrentar adversários como Brabham, Stewart, Graham Hill, entre outros. Terminou o Campeonato Europeu de F2, em 69, em terceiro lugar. Ainda na F2, passou para a Matra, tornando-se o segundo piloto da escuderia com o australiano Brabham no primeiro posto. Venceu os Mil Quilômetros de Paris em 1970 e passou para piloto oficial da Matra para corridas de longa duração.   

Em 1970, com a saída de Servoz-Gavin do automobilismo, a Tyrrel contratou-o para ocupar o posto de 2º. piloto da equipe, sendo Jackie Stewart o primeiro. Sua estréia passou quase despercebida, mas na F2 sua atuação continuou a ser boa como nas provas de Sebring, Daytona, e Le Mans.

A Tyrrel venceu o Campeonato Mundial de Construtores de 71, com total apoio de Cevert. No mesmo ano, Stewart foi campeão pela 2ª vez na F1 e Cevert obteve sua primeira vitória no circuito de Watkins Glen, nos EUA. Classificado em 2º lugar no GP da França e Alemanha , 3º . na Inglaterra e 6º . no Canadá, conquistou o terceiro lugar por pontos no Campeonato Mundial do ano. A conquista de ambos os campeonatos (Pilotos e Construtores) deu projeção à dupla Stewart-Cevert.

Morreu durante os treinos para o Grande Prêmio dos Estados Unidos de 1973, em Watkins Glen. Era então piloto da Tyrrel Ford, parceiro de Jackie Stewart, campeão mundial de Fórmula 1. Na temporada de 1973, ficou seis vezes em segundo lugar, ajudando Stewart a conseguir o campeonato.


Temporadas: 1970–1973

Equipes: 1 (Tyrrell)

GPs disputados: 47 (46 largadas)

Títulos: 0 (3º em 1971)

Vitórias: 1

Pódios: 13

Pontos: 89

Primeiro GP:  GP dos Países Baixos de 1970

Último GP:  GP dos Estados Unidos de 1973

Registros nas 24 Horas de Le Mans

Edições: 1970, 1972-1973

Equipes: Matra Sports

Vitórias em classe(s):  0 (2° em 1972)

O Grand Prix dos EUA

Mobirise

PILOTOS VIRTUAIS:
- Luís Mesquita
- Cláudio Almeida
- Sérgio Buch
- Osni Kniess
- Rafael Contieri
- Arlindo TC
- Rudi Maronezi
- Edilson Medeiros
- Rudi Maronezi
- Silney Messi
- Hiago Piloni

CLASSIFICAÇÃO FINAL

Mobirise

POLE POSITION:  
Sérgio Buch   Tempo: 1:43,958 min
RESULTADO FINAL
1º Lugar    -  Osni Kniess
2º Lugar    -  Sérgio Buch
3º Lugar    -  Vítor Villeroy
4º Lugar    -  Cláudio Araújo
5º Lugar    -  Hiago Piloni
6º Lugar    -  Luís Mesquita
7º Lugar    -  Rafael Contieri
8º Lugar    -  Edilson Medeiros
9º Lugar    -  Arlindo TC
10º Lugar  -  Silney Messi
11º Lugar  -  Rudi Maronezi

GRAND PRIX DOS EUA - Melhores Momentos ( em breve )